Reeducandos se preparam para Olimpíada Brasileira de Matemática

A primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) deste ano acontecerá na próxima terça-feira (5) , mais uma vez, os alunos do Núcleo Ressocializador se preparam para competição que visa promove a inclusão social por meio do conhecimento.A ação é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

Este ano, a Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), por meio da Escola Estadual Paulo Jorge dos Santos Rodrigues, inscreveu 58 reeducandos no certame. A contínua participação reflete o estímulo da gerência de Educação, Produção e Laborterapia do órgão para disseminar bons valores no cárcere por meio da educação, atendendo o que preconiza a Lei de Execuções Penais.

A supervisora de Educação, agente penitenciária Genizete Tavares, fala sobre a expectativa para OBMEP. “Os assuntos abordados já fazem parte do conteúdo programático de aprendizagem de cada etapa da Educação de Jovens e Adultos, ofertada na unidade. A aplicação das provas ocorrerá por meio da Escola Paulo Jorge e é uma forma de medir o nível de conhecimento dos alunos. Os internos estão bem entusiasmados e ansiosos”, explica.

Incentivo ao conhecimento

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas foi criada em 2005 com o objetivo de estimular o estudo da Matemática no Brasil, contribuindo para a melhoria da qualidade da educação básica e possibilitando o acesso a material didático de qualidade. Além dos alunos, os professores também são beneficiados com o projeto, pois estimula o aperfeiçoamento dos docentes, contribuindo para sua valorização profissional.

Ascom – 02/06/2018