Maria Esther Bueno, lenda do tênis, é internada em São Paulo e quadro é crítico

Maior tenista da história do Brasil, Maria Esther Bueno está internada em estado crítico no Hospital 9 de Julho, em São Paulo. O quadro de saúde da ex-jogadora de 78 anos é considerado irreversível.

Ela vem lutando contra um câncer na boca, descoberto no ano passado, e sofreu com uma metástase. Segundo informações obtidas com exclusividade pelo portal “Tênis News”, a ex-tenista e atual comentarista dos canais SporTV foi desenganada pelos médicos, diz o MSN.

“Informamos que a paciente Maria Esther Bueno está internada no Hospital 9 de Julho desde maio deste ano e encontra-se em estado grave”, informou o hospital, por meio de sua assessoria de imprensa.

Maria Esther conseguiu 19 conquistas de Grand Slam na carreira – sete em simples, com quatro troféus do US Open e três de Wimbledon.

Em 1960, ela entrou para a história ao se tornar a primeira mulher a faturar os quatro Grand Slams nas duplas em um mesmo ano (três com Darlene Hard e um com Christine Truman Janes).

A brasileira até entrou no Livro dos Recordes por ter conquistado o triunfo mais rápido da história, na final do US Open de 1964, contra a americana Carole Caldwell Graebner. Na ocasião, Maria Esther venceu a oponente em apenas 19 minutos.

A brasileira ocupou o posto de número 1 do mundo em quatro temporadas: 1959, 1960, 1964 e 1966.

05/06/2018