Gagliasso evita Marina Ruy Barbosa após polêmica com Loreto

Marina Ruy Barbosa viu seu nome envolvido em polêmicas nos últimos dias. Apontada como pivô do fim do casamento de José Loreto e Débora Nascimento, a atriz afirmou não ser responsável pelo término do casal e negou ter dado uma festa íntima em sua casa para os colegas de elenco da novela O Sétimo Guardião.

Nesta terça-feira (19), o colunista Leo Dias contou no programa Fofocalizando, do SBT, que falou abertamente com a ruiva por telefone. Em conversa com o jornalista, a artista disse que foi amparada por várias pessoas nos Estúdios Globo, menos Bruno Gagliasso — seu amigo de longa data e padrinho do casamento de Marina com o empresário Xandinho Negrão, em 2017 —, que a evitou durante gravações da trama das nove. Giovanna Ewbank, mulher do ator, deu unfollow em Marina, assim como Bruna Marquezine, Thaila Ayala, Fiorella Mattheis, Sophie Charlotte e Mariana Goldfarb.

Atriz se diz triste com repercussão com Loreto

De acordo com Leo, Marina pensou em fazer a festa em sua mansão e consultou o marido, que achou a ideia ótima. A atriz relatou que todos foram convidados no grupo do folhetim e pediu para as pessoas não usarem o celular.

“Convoquei todo mundo em grupo no WhatsApp e no final do convite coloquei um celular com símbolo de proibido, para não fazerem vídeos e focar na festa, interação. Parecia uma suruba porque alguém naquele grupo passou uma notícia para vocês. Eu fiquei tão brava que eu decidi cancelar a festa”, explicou a ruiva. O evento foi transferido para a residência de Marcello Novaes e entre os presentes estavam atores, o diretor Papinha, e Loreto com Débora. Triste e decepcionada com a repercussão, Marina declarou que fez dois grandes amigos no novo trabalho. “Marcos Caruso e José Loreto são grandes amigos meus, eu lamento que a partir de agora vou ter que me afastar dele. Eu não tive absolutamente nada a ver. Eu não sou a pivô, a responsável pelo fim desta relação, mas vou ter que me afastar”, comentou.

20/02/2019