Delegacia de Homicídios prende 17 pessoas envolvidas em homicídios na capital

A Secretaria de Estado da Segurança Pública apresentou, durante coletiva de imprensa, o resultado das investigações realizadas pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), que resultaram na prisão de 17 pessoas, sendo três adolescentes, envolvidas em homicídios em Maceió. ,As prisões aconteceram nos últimos 40 dias e tiveram apoio de batalhões da Polícia Militar e divisões especiais da Polícia Civil.

O secretário Executivo de Políticas da Segurança Pública, Manoel Acácio Júnior, o coordenador da DHC, Eduardo Melro, e o subcomandante do Policiamento da Capital (CPC), tenente-coronel Lima Neto, deram detalhes dos trabalhos realizados para chegar aos autores dos crimes.

O delegado Eduardo Mero destacou as prisões de Luciano dos Santos Oliveira, conhecido como ‘Buiu’, de 35 anos; Miguel José dos Santos e de Ednaldo Baptista de Lima, o ‘Bolé’, de 33 anos; e Emerson da Silva de Souza, de 19 anos, por serem responsáveis por crimes que ganharam repercussão tamanha a crueldade.

Luciano foi o autor das mortes de Jeferson Fernando Freire, José Fernando dos Santos e Ingrid Dayane da Silva, em novembro de 2017. O triplo homicídio ocorreu em uma residência na Cidade Universitária e, segundo o coordenador da Delegacia de Homicídios, foi motivado por vingança.

“O Luciano foi vítima de um atentado e quis vingar o caso e acabou matando Jeferson, seu pai e namorada. As investigações concluem que os crimes têm relação com o tráfico de drogas”, informou.

Miguel dos Santos, de 59 anos, estava foragido há 10 anos e foi preso em Paulo Afonso (BA). A ação contou com a participação de equipes da Polícia Civil da Bahia. Miguel assassinou o irmão, José Wilton dos Santos, que tinha 53 anos, na zona rural de Viçosa, em agosto de 2009. As investigações dão conta que o crime decorreu de conflitos familiares.

Ednaldo e Emerson cometeram o homicídio contra Mariana da Silva Santos Pereira, de 19 anos. O crime ocorreu em dezembro de 2017, na Grota do Canaã. A vítima foi encontrada em uma cova rasa e decapitada. A polícia concluiu que o crime teve como motivação o tráfico de drogas e a disputa entre facções rivais.

Também foram presos Ronaldo José Peixoto dos Santos Neto, de 21 anos; Alan Felipe Santos da Silva, de 22 anos; José Feitosa Gomes Neto, de 23 anos; Luiz Gustavo de Melo Cavalcante, de 21 anos; Pedro Henrique Anjos dos Santos, de 22 anos; Rodolfo Ferreira da Silva, de 26 anos; Allan Felipe dos Santos, de 22 anos; Jenailson Alves de Medeiros Júnior, de 21 anos; e Cleidisson Lopes, de 18 anos. Foram apreendidos os adolescentes J.L.S, R.A.L.F., ambos de 16 anos, e L.S.N. de 17.

Para o secretário executivo, Manoel Acácio Júnior, o trabalho realizado demonstra o êxito da política de integração que vem sendo realizada pelas Polícias Civil e Militar, que consegue evitar que novos homicídios ocorram em Maceió.

Ascom – 20/06/2018