Com possível prisão de Lula, líder do MST avisa: “Vamos tocar fogo na Globo”

O Brasil parou para acompanhar a votação do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a concessão ou não de habeas corpus ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os ânimos se exaltaram de maneira especial entre os militantes de esquerda, no entanto, depois que a ministra Rosa Weber votou contra o político petista, praticamente eliminando qualquer chance de um parecer favorável a Lula, atesta o Terra.

Logo após o parecer de Rosa, o dirigente do Movimento Sem Terra (MST), Alexandre Conceição, fez um comunicado antecipando o fim do protesto em favor de Lula e afirmando que a ordem agora é radicalizar na defesa ao ex-presidente e aos ideais do grupo que representa.

Não haverá terra que não será ocupada, não haverá arrego. Não haverá nenhum prédio público que não será ocupado. Não tem mais valsa. É porrada, é guerra, é luta e venceremos“, discursou.

O mais chocante, porém, foram as ameaças feitas por Conceição contra a Globo. “Vamos ocupar e tocar fogo neste jornal [“O Globo”[ e nesta emissora [Globo], por permitir que nosso povo seja humilhado“, disparou.

05/04/2018